Quando eu era criança morava no mesmo quintal que meus avós paternos, era um quintal bem grande, de muro baixo. Eu morava com meus pais na casa da frente e meus avós moravam num chalé de madeira que ficava no fundo do quintal. Depois que meu avô morreu e nós nos mudamos da casa da frente, minha avó também se mudou, então alugou o chalé para uma tia minha. Eu estava nesse chalé, com minha tia e minha amiga Laís Y. Minha tia disse: “É melhor vocês irem logo, antes que o touro passe”. Então fomos, mas assim que saímos o touro estava vindo! A Laís se escondeu atrás de uma árvore e eu me joguei no chão. O touro passou correndo a milímetros de distância de mim. Então pensei: “Deveria ter subido na árvore”. Mas quando olhei pro lado, ele estava subindo numa árvore atrás de alguma coisa. Então voltamos para a casa da minha tia, e ficamos olhando pela janela, nisso passaram outros dois touros, muuuuito maiores que o primeiro, mas estes passaram caminhando vagarosamente e sua pelagem era como a de um tigre. Depois resolvemos sair, neste momento tinha uma terceira amiga, que não tenho certeza sobre quem era, mas a Laís estava cansada, disse que o local para onde iríamos era muito longe para irmos caminhando, então eu a carreguei nas costas. Chegamos numa espécie de shopping (e eu ainda carregava a Laís nas costas), e eu queria muito comer no Burguer King, mas a Laís queria comer esfirra, eu dizia pra ela não comer, porque ali era muito ruim.

03/09/2013

Anúncios