Piá!!! Ano passado fui passar uns dias das minhas férias em Curitiba/PR, sempre gostei de lá. O ar gelado, as ruas do centro, os parques espalhados pela cidade e aquele sotaque delicinha.
Pesquisei antes de escolher o local de hospedagem e escolhi um Hostel que simplesmente amei! A primeira coisa que fizemos ao chegar em Curitiba, foi dar uma passada no Jardim Botânico, e seguir pro Curitiba Casa Hostel, que fica pertinho do Jardim. Tivemos uma recepção maravilhosa, o rapaz do Hostel (gostaria muito de lembrar o nome) nos deu várias dicas, e uma coisa que ele enfatizou MUITO foi: “Vocês têm que ir no Bar do Alemão e comer Carne de Onça”.
Pensa na minha cara de ativista do Green Peace misturada com o Gif do John Travolta:

tumblr_nyowmcWxWP1rp0vkjo1_500.gif

Ainda bem que ele começou a se explicar logo. Carne de Onça (não sei como se tornou um prato típico de um restaurante Alemão) nada mais é que a carne do traseiro do boi muito bem ralada.
Eu: Ahhhh ta!
Ele: Crua.
Cara, tá difícil ser simpatizante desse trem, tô curiosa, mas com medo, conta tudo!
Ele explicou que era tão bem temperada que meio que cozinhava, tentei com todas as forças fazer uma alusão ao sushi nosso de cada dia né.
Pois bem, escolhemos um bendito dia da trip e fomos pro Bar do Alemão! Chegamos lá, e ficamos parados na porta, pois achamos que iríamos esperar né, afinal é uma portinha no calçadão, deveria estar lotado e tudo. Quando entramos vimos que o lugar é imenso, depois do pequeno corredor da entrada, a gente desceu por dois “pavimentos”, e no último estavam mesas redondas e enormes que cabiam umas 10 pessoas!
Me senti em um casamento de Game of Thrones, sem mortes é claro. Muitas bandeiras e estandartes espalhados como decoração, uma loja de souvenir dentro do restaurante, música típica, tudo bem alemão, exceto a onça né…
A tal carne de onça vem servida em cima de torradinhas, como se fosse um canapé, se não me engano pedimos com maionese, fritas e salada.
E eu comi!!! Não botei pra fora!!!
Minhas sensações a respeito dessa iguaria: Estranho comer carne fria, não tinha gosto de cru ou sangue, tempero bem gostoso, acho que a maionese ajudou no processo, talvez eu coma de novo para reavivar o sentimento e ter bem certeza do que estou dizendo, mas de qualquer maneira é uma experiência que vale a pena! Sem contar que o lugar é maravilhoso. Depois da carne de onça pedimos uma porção de Bratwurst, que nada mais é que… SALSICHA branca.

INFELIZMENTE não tenho fotos, pois a iluminação do restaurante é bem baixa e meu celular não era aquelas coisas, mas cliquem nos links que deixei aí por cima!

Aos aventureiros da cozinha, tentem reproduzir em casa! Tem uma porção de receita na Internet!

Beijos!

Anúncios